Três grandes passam no teste

Três grandes passam no teste

29 Julho, 2018 Não Por Simão Mata

Continua ainda a fase de pré-época e FC do Porto, Sporting CP e SL Benfica passaram no teste. Têm os três excelentes plantéis e mesmo o Sporting, que tenta renascer da tempestade que se abateu sobre si no final da temporada passada, apresenta excelentes argumentos para lutar, já esta época, pelo título de campeão nacional. Vamos por partes.

O FC do Porto, em jogo de apresentação aos sócios no passado sábado, só não ganhou porque não quis. Sucederam-se as oportunidades de golo para a equipa de Sérgio Conceição, frente a um Newcastle que colocou o autocarro à frente da sua baliza. No eixo defensivo, surgiu uma contrariedade para a formação portista: a lesão, na semana passada, do congolês Mbemba contratado precisamente ao Newcastle por 12 milhões de euros (entorse no joelho esquerdo) obriga a um período de paragem de um mês. Fica por isso comprometida a sua prestação no jogo da Supertaça contra o Desportivo das Aves, a 04 de agosto. Mas as hostes portistas foram céleres na contratação de mais um defesa central: Militão, ex-São Paulo, chega ao FC do Porto por um valor de 4M€, segundo informação veiculada na imprensa que tenho lido (Jornal de Notícias, dia 26/07/2018). Devido à indisponibilidade dos dois centrais que estão em cima da mesa para substituir Marcano (Mbemba por lesão e Militão porque vem para o Porto depois do jogo da Supertaça, sendo Chidozie carta fora do baralho para Conceição) tem sido o jovem Diogo Leite a assumir o eixo defensivo do Dragão juntamente com Felipe. E que bem tem estado este jovem de 19 anos do FC do Porto: maduro, bom no jogo aéreo e excelente no desarme.

Por outro lado, correm rumores de que o avançado camaronês Aboubakar pode estar de malas feitas para o Sevilha estando os andaluzes dispostos a pagar 20 milhões de euros para a transferência se consumar. Outros rumores dão conta do interesse do Besiktas no jogador, clube que o camaronês bem conhece e que representou no passado. De uma maneira ou de outra, este FC do Porto parece ter sedimentado o 4x4x2, com Otávio e Aboubakar como homens mais avançados e Marega, a extremo esquerdo, a interferir de sobremaneira na manobra ofensiva da formação azul e branca. Se Aboubakar sai, o caminho está aberto para o espanhol Adrián Lopez ou para a promessa André Pereira que tem dado garantias de qualidade e potencial.

Já o SL Benfica continua de vento em popa. O empate frente à Juventus galvanizou a águia para a época que se avizinha. Destaque muito positivo para Alfa Semedo (regressa do empréstimo do Moreirense), que me parece ser um jogador com bastante potencial, muito dotado quer no plano técnico quer no tático. Atua na posição 6 ou 8, sendo, no primeiro caso, um bom substituto de Fejsa. Uma palavra de reconhecimento para Pizzi que está, na minha opinião, a ser o melhor jogador da formação encarnada como distribuidor de jogo, ocupando a posição 8.  Apesar das excelentes garantias que têm dado o setor intermédio do terreno a Rui Vitória, o Benfica parece apostar as fichas todas neste setor, estando já muito próximo de garantir mais um reforço: o brasileiro Gabriel do Leganés, existindo apenas um diferendo entre a formação portuguesa e espanhola quanto ao valor da transferência: Luís Filipe Vieira está disposto a ficar-se pelos 15M€ mas a formação espanhola só deixa o centrocampista sair por um valor de 20M€. As negociações estão, contudo, bem encaminhadas entre as partes.

No setor mais recuado, Svilar continua a registar bastante insegurança. O jogo de pés do belga é absolutamente caótico, comprometendo não só a sua segurança em campo mas de toda a equipa. Odisseas Vlachodimos parece ser uma alternativa mais credível que Svilar para a baliza encarnada; no jogo contra a Juventus, o alemão realizou três defesas de elevado quilate, dando provas a Rui Vitória de que está na Luz para ser titular.

Já no setor atacante, Castilho parece-me ser o avançado que mais garantias deu até ao momento. Com Jonas em claras dificuldades físicas (as dores nas costas perseguem e não largam o brasileiro) e Facundo Ferreira como um ponta-de-lança mais fixo e de “área”, parece-me que Castilho terá a porta aberta para a titularidade. Seja no sistema de 4x3x3 (que será, ao que tudo indica, o sistema base da formação lisboeta), seja no 4x4x2 (como sistema alternativo).

O Sporting CP, tal com os outros dois grandes, tem registado uma clara evolução na sua filosofia de jogo. José Peseiro tem sido bastante pragmático sobre o que quer em campo e os jogadores têm compreendido e assimilado a mensagem. No jogo de apresentação aos sócios no passado sábado, frente ao Olympique de Marselha, não fosse a “fífia” de Emiliano Viviano e os leões poderiam muito bem sair vitoriosos do encontro. Nani foi, como já seria de esperar, o pêndulo desta equipa: coordenou os movimentos atacantes e defensivos dos leões, garantindo equilíbrio que por em certos momentos faltou na equipa. Um maestro, portanto, aquilo que Nani foi em campo no jogo frente ao Marselha.

Depois de uma falha no dossier Milan Badelj, o clube de Alvalade procurará ainda um médio com as características de William Carvalho que rumou para o Bétis de Sevilha. Com a saída de João Palhinha para o Lille e contando no plantel apenas com o sérvio Petrovic para a posição 6 (que, mesmo assim, não garante por vezes a confiança necessária), o Sporting tem que contratar alguém capaz de desempenhar esse papel de forma praticamente perfeita, como William fazia. Alguém que faça companhia ao regressado Rodrigo Battaglia que viu, após o diferendo com o clube verde e branco, a sua massa salarial e duração do contrato alargados.

Com Sousa Cintra ainda a “colar os cacos partidos” em Alvalade, a formação leonina viu partir esta semana um “menino da casa”: Gelson Martins. Os colchoneros garantiram a contratação do português numa operação em tudo polémica: Sousa Cintra rejeitou a proposta inicial do clube da capital espanhola de 22 M€ mais 10M€ por objetivos. O líder provisório da SAD leonina admitia apenas que Gelson saísse apenas pelo valor de 50M€ mas tal imposição foi rejeitado pelo clube de capital espanhola. O Sporting CP apresentou queixa na FIFA contra jogador e clube podendo, em caso de vitória, o clube de Alvalade ser ressarcido numa verba a rondar os 70M€ por indeminização. A ver vamos como termina mais esta novela de Alvalade.

Do lado das saídas, Francisco Geraldes está de fora dos planos de Peseiro para a próxima temporada. O português rumou para os alemães do Eintracht Frankfurt, encontrando-se com Gonçalo Paciência (ex- FC do Porto). Certamente que esta passagem tornará Geraldes num jogador ainda melhor do que aquilo que já é neste momento. Por outro lado, segundo a imprensa desta semana, o Manchester City não descola de Rafael Leão. Numa primeira abordagem ao clube de Alvalade, os ingleses avançaram com 20M€ pelo avançado leonino.

E é assim que Porto, Benfica e Sporting vão preparando a época que se avizinha. Mas Benfica e Porto têm já jogos a doer no início de agosto: o FC do Porto disputa a final da Supertaça dia 4 e a formação de Rui Vitória tem, dia 7, o primeiro embate frente à formação turca do Fenerbahce a contar para a terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Neste último caso, há muito dinheiro em jogo. E o Benfica tem que ser mais célere a afinar processos e dinâmicas de jogo se não quiser ver os milhões da Champions por um canudo.