SL Benfica | Paulo Lopes pendura as luvas

SL Benfica | Paulo Lopes pendura as luvas

31 Julho, 2018 Não Por Tiago Pratas

Paulo Lopes, guardião até agora, do SL Benfica, anunciou hoje, através do seu instagram, que iria colocar um ponto final na sua carreira de mais de duas décadas, como jogador profissional.

O guardião português despediu-se com uma mensagem emocionada, deixando ainda uma garantia para o futuro próximo: será o treinador de guarda-redes da mais recente equipa profissional do Benfica, os sub-23.

Na rede social Instagram, o antigo guardião de Feirense, Trofense e Estrela da Amadora revelou uma imensa tristeza por terminar uma carreira de muitos anos. Agradecendo a todos os clubes que jogou e a todos os treinadores que o orientaram, o guarda-redes deixou ainda a certeza para o seu futuro profissional.

Ao serviço do Sport Lisboa e Benfica, Paulo Lopes conquistou quatro campeonatos, duas Taças de Portugal, uma Taça da Liga e duas Supertaças Portuguesas.

Termina agora a sua carreira, após 292 jogos oficiais. Nunca chegou ao patamar mais alto da Selecção Nacional, mas chegou a defender as cores nacionais nos sub-20 e nos sub-21, onde realizou 8 jogos, no total.

Este é um dos momentos mais difíceis na vida de um futebolista quando a sua carreira chega ao fim, mas como em tudo na vida nada é eterno. Foram 21 anos de profissional de futebol, profissão à qual me entreguei de alma e coração com a consciência tranquila de que tudo fiz para honrar a profissão que abraçei e dignificar-me enquanto profissional de futebol. Nesta hora, embora vá continuar ligado ao futebol, não quero deixar de agradecer a todos os clubes (SC Mirandela, SL Benfica, ,Gil Vicente, Barreirense, Salgueiros, Estrela da Amadora, Trofense, Feirense). Uma palavra especial ao SL Benfica que representei durante 13 épocas no qual cresci como homem e futebolista e onde vivi momentos de enorme felicidade como foi a conquista de 4 campeonatos, algo inesquecível. Fechado este ciclo enquanto jogador sempre perspectivei continuar ligado ao futebol, daí ter abraçado o projeto de treinador de guarda-redes da equipa de sub-23. Gostaria de deixar palavras de apreço a algumas pessoas que sempre me apoiaram ao longo de todos estes anos, à minha família em especial à minha esposa e filhos que com o seu carinho e compreensão souberam superar as minhas constantes ausências, aos meus companheiros e treinadores em todos os clubes por onde passei estarei eternamente grato pelo muito que me ajudaram. Não posso deixar de recordar neste momento alguém que não pode estar aqui para ouvir o meu agradecimento, mas por onde quer que esteja sabe quantas saudades tenho dela: a minha Mãe

Uma publicação compartilhada por Paulo Lopes (@paulo_lopes13) em