Crónica | Ucrânia 0-5 Portugal | Na final às costas de Jota

Crónica | Ucrânia 0-5 Portugal | Na final às costas de Jota

26 Julho, 2018 Não Por Gonçalo Ferreira da Silva

A seleção portuguesa de sub-19 conquistou, esta tarde, um lugar na final do Campeonato da Europa com grande brio, ao esmagar a Ucrânia por 5-0. O resultado ficou fechado ainda na primeira meia hora, altura em que se pensava que o duelo se podia encaminhar para uma goleada histórica.

Alinhando com Diogo Costa, Thierry Correia, David Carmo, Romain Correia, Rúben Vinagre, Florentino, Miguel Luís, Domingos Quina, Jota, Trincão e Pedro Correia, a seleção das quinas entrou a todo o gás, com um golo logo aos 2 minutos de jogo da autoria de Pedro Correia (numa recarga), dando sequência a um bom cruzamento de Jota, após grande trabalho do jovem formado no Benfica no flanco esquerdo do ataque.

Aos 19 minutos, numa altura em que a Ucrânia ainda se procurava refazer do desaire inicial, Portugal chegou impiedosamente ao 2-0. Com efeito, aproveitando uma bola sem dono após um canto no lado direito, Jota fez o segundo golo, não dando hipóteses ao guardião adversário.

Apenas dois minutos depois, aos 21, Portugal chegaria ao terceiro por Jota, o suspeito do costume, que tem protagonizado um campeonato europeu absolutamente sensacional. Desta feita, não conseguindo Miguel Luís dominar o esférico, João Filipe mostrou-se oportunista (no bom sentido) e voltou a finalizar com grande categoria.

Decorridos 28 minutos de jogo, com a Ucrânia já desfeita em pedaços, os orientados de Hélio Sousa chegaram ao 4-0, através de Francisco Trincão, atleta do Sporting Clube de Braga que rematou cruzado para o fundo das redes. O mesmo Francisco Trincão bisou apenas 3 minutos depois, após cruzamento de Rúben Vinagre e um erro do guarda-redes adversário.

Com o resultado feito, o encontro baixou nitidamente de intensidade e os portugueses começaram a gerir o esforço para a final, tendo-se assistido a algumas alterações na constituição da equipa. Depois desta performance a roçar perfeição, Portugal fica à espera de conhecer o seu adversário na grande final, que será decido no encontro entre França e Itália.