Cova da Piedade 1×2 Sporting- Jorge Jesus tira dois coelhos da cartola e vence Piedade (CRÓNICA)

Cova da Piedade 1×2 Sporting- Jorge Jesus tira dois coelhos da cartola e vence Piedade (CRÓNICA)

10 Janeiro, 2018 Não Por Simone Pinto

Sporting vence Cova da Piedade por 2-1 e segue para as meias finais da Taça de Portugal.

Cova da Piedade 1×2 Sporting |Taça de Portugal | Quartos de final

O Cova da Piedade, da II Liga, recebeu hoje o Sporting em jogo para os quartos-de-final da Taça de Portugal. Todos os caminhos foram dar ao Estádio do Bonfim, casa emprestada do Cova da Piedade para encontrar o semifinalista da Taça de Portugal. As equipas já não mediam forças há mais de meio século: o último encontro foi a 16 de outubro de 1962, também na Taça de Portugal, e terminou com vitória do Sporting por 2-1. O mesmo aconteceu hoje no Bonfim, vitória dos leões pelo mesmo resultado, com golos de dois jogadores que não foram titulares: Bas Dost e Bruno Fernandes

O jogo começou depois de algum atraso por parte do Cova da Piedade, que só apareceu alguns minutos depois da hora marcada do jogo para subir ao relvado.

Aos 9 minutos, o jogo começa a ganhar intensidade com um remate perigoso de Doumbia, mas a bola passa ligeiramente por cima. Do outro lado, a resposta foi imediata. O Cova da Piedade, num contra ataque muito rápido, remata ao poste da baliza dos leões, e a bola ainda bateu no ferro antes de sair.

Aos 31 minutos, na sequência de um pontapé de canto, os leões podiam ter inaugurado o marcador no Bonfim. No entanto, a defensiva do Piedade estava atenta, e Lima Pereira evita o golo do clube leonino.

Um Cova da Piedade que procurou atacar mais pelo lado esquerdo, criando perigo a Rui Patrício, incentivados pelos 1500 adeptos que se faziam ouvir.

Aos 39 minutos, surge um remate de Hugo Firmino, que podia ter feito o primeiro da partida para o Piedade. Numa jogada pela direita, Cléo cruza rasteiro, Robson falha o primeiro remate, mas a bola chega a Firmino, que atira em jeito à barra.

Intervalo no Bonfim. Tudo a zeros com as melhores oportunidades a pertencerem à equipa da casa, que já acertou duas vezes nos ferros da baliza de Rui Patrício. Os jogadores do Piedade seguem para o balneário por baixo de uma alvação dos adeptos que percebiam que o Piedade estava a fazer de tudo para passar à próxima fase. Por um lado, há uma vantagem para a equipa de Bruno Ribeiro, nesta primeira parte, pelas oportunidades de golo e pelo facto de ser uma equipa da II liga. Do outro lado, apesar de os leões terem mais posse de bola, vimos um Sporting com problemas no corredor direito, mas também com alguns no corredor central. Jorge Jesus que se mostrou descontente com a prestação da equipa na primeira parte, manda para aquecimento, Bruno Fernandes e Bas Dost.

Início da segunda parte. Jorge Jesus, retira Bruno César e Bryan Ruiz e coloca Bas Dost e Bruno Fernandes. Já o técnico do Piedade não mexe na equipa. A partida recomeça com o Sporting a procurar espaço para furar a defesa do Piedade e a pressionar a defesa do Piedade.

Aos 52 minutos, surge o primeiro da partida e é para o clube de Alvalade. Bruno Fernandes inaugura o marcador. O médio entra na área e remata de pé esquerdo. A bola bate no pé de Evaldo e trai o guarda-redes, Joyce.

Aos 57 minutos, surge uma falta na área do Sporting, a bola bate no braço de Ristovski e o árbitro assinala grande penalidade. E é um minuto depois, que surge o golo para a equipa da casa. Cléo atirou para a direita, Rui Patrício foi para a esquerda. Estava restabelecido o empate no Bonfim aos 58 minutos. Aos 64 minutos, um remate de Doumbia podia ter colocado os leões na frente do marcador, mas o guardião do Piedade responde com uma grande defesa.

Aos 72 minutos, Bas Dost remate de cabeça, mas Joyce leva novamente a melhor. O Sporting começou nesta altura, a fazer o uso frequente de futebol aéreo, o que levou a um trabalho redobrado para o guardião do Piedade.

Aos 78 minutos, Bas Dost coloca os leões na frente do marcador. Na sequência de um canto marcado na esquerda do ataque leonino, Battaglia fez um primeiro desvio e o Bas Dost só teve de encostar na pequena área.

Aos 82 minutos, o Cova da Piedade lança a jogo o melhor trunfo. Sai Hugo Firmino e entra Dieguinho.

Aos 90 minutos, os jogadores do Sporting pedem penalty por alegada mão de Lima Pereira, mas Rui costa assinala canto.

De realçar que o Cova da Piedade, foi o único representante da 2.ª Liga nesta fase da competição, criou por algumas ocasiões perigo à defesa leonina, tendo uma prestação sólida e que causou incómodo ao clube de Alvalade, principalmente na primeira parte.

Depois do Caldas ter feito história e do Desportivo de Aves ter feito uma recuperação épica, estando os dois agora nas meias-finais da competição, e de o Cova da Piedade ter estado perto de fazer história,  é a vez do Sporting manter o registo habitual e a seguir em frente. Na próxima fase encontrará o vencedor do jogo de amanhã, entre o Moreirense e o FC Porto.